10 dicas de sinalização para empresas

Administrar uma empresa não é uma tarefa fácil. É preciso pensar em como gerar lucro, ter o melhor produto, atender bem seu cliente, reter talentos, manter uma ótima qualidade na prestação do serviço, entre outros. Um dos tópicos que não pode ser negligenciado é a sinalização interna de sua companhia. Este é um dos típicos problemas que só lembramos quando ocorre um problema, causando uma grande dor de cabeça. Por outro lado, tendo planejamento, é possível resolver isso rapidamente e garantir a segurança e fluidez da estrutura do seu escritório.

 10-dicas-de-sinalizacao-para-empresas

1. Sempre coloque os avisos em lugares destacados e sem margens para ambiguidades

Parece algo meio óbvio, mas o erro acontece. Se você irá sinalizar o nome de uma sala de reunião ou até rota de fuga em caso de incêndios, coloque a sinalização no lugar com maior evidência e coerência com a mensagem que deve ser transmitida. O aviso não pode ficar a mais de um metro do objeto principal. Também nunca deve ficar escondido atrás de um objeto ou outro aviso. Por exemplo: não adianta colocar o aviso de alarme se um vaso de plantas for colocado à frente. Visibilidade e coerência são fundamentais.

2. Faça a manutenção de sua sinalização

Jamais deixe de fazer uma avaliação sobre o atual cenário de sua sinalização. Não é bom deixar a sinalização sem cuidados por muito tempo. Dependendo do material, o aviso pode começar a ficar ilegível, não possibilitando ao colaborador que a mensagem seja assimilada. É importante verificar a qualidade do fabricante na hora de comprar. Pergunte sobre o material, garantia e cuidados a serem tomados. Ao não realizar a manutenção e checagem periódica, problemas como apagamento das letras ou descolamento da parede ou porta podem aparecer.

3. Use tons contrastantes

Da mesma forma como explicado no item 1, visibilidade é extremamente importante. E mesmo tendo uma sinalização fabricada com material de qualidade, é preciso tomar outros cuidados. Na hora de comprar, busque por avisos que contrastem com a parede ou porta em que serão aplicados. Se uma porta é feita de vidro escuro fosco, é aconselhável comprar uma sinalização de tom claro que ressalte bem a mensagem em seu conteúdo.

4. Faça testes com seus funcionários

Após aplicar uma sinalização em sua empresa, um procedimento muito aconselhável é realizar testes com grupos de colaboradores. Dessa forma, você poderá perceber se os posicionamentos são intuitivos. Se aparecerem dúvidas, é preciso um melhor planejamento levando em conta o feedback dado. Durante um incêndio, por exemplo, não há tempo para dúvidas e erros. É preciso que a mensagem seja interpretada corretamente em apenas alguns segundos.

5. Procure por erros ortográficos

Ao fabricar placas e avisos de sinalização, eventuais erros gramaticais podem aparecer no produto, seja por descuido da mensagem enviada pelo cliente ou até do fabricante. Quando receber o seu lote de sinalizações para posicionamento no escritório, não deixe de realizar uma revisão. Encontrando o descuido, busque a troca do lote. Se o erro foi do fabricante, ele precisa realizar a substituição. Evitar erros gramaticais é uma garantia para manter uma boa imagem perante colaboradores e clientes.

Leia também: EPI: o que é importante levar em consideração

6. Faça uma lista das sinalizações exigidas por Lei

Dependendo do tamanho de suas instalações, isso pode ser uma tarefa que irá demandar bastante trabalho. Por outro lado, é um procedimento necessário. É essencial que caixas de força, rotas de saídas de emergência, alertas em elevadores, avisos de condutas preventivas, banheiros, entre outros, estejam devidamente sinalizados. Por exemplo: elevadores precisam avisar os passageiros sobre o limite de peso e de pessoas em seu interior. Da mesma forma, áreas que podem oferecer algum perigo devem alertar frequentadores sobre uma possível ameaça (eletricidade em subestações, infecções em hospitais, etc.).

Dessa forma, antes de sair comprando, faça um levantamento de tudo que sua empresa precisa.

7. Faça também uma conferência dos objetos sinalizados

Não basta sinalizar a saída de emergência. É preciso que a porta esteja funcionando corretamente para ser usada. Negligenciar casos como esse não é apenas motivo de multa. É também colocar o funcionário em risco que podem variar de intensidade. Alguns exemplos clássicos são portas obstruídas ou extintores que não funcionam por não realização de manutenção.

8. Não esqueça dos deficientes visuais

Quanto se trata de aplicar uma sinalização nas instalações da empresa, é comum pensarmos apenas em placas e adesivos. Por outro lado, há um tipo de sinalização extremamente importante para garantir a acessibilidade de nossas instalações: o piso tátil.

A aplicação do piso tátil garante que o deficiente visual tenha autonomia para circular dentro do escritório sem ajuda de terceiros. O piso tátil pode ser de alerta ou então direcional. Verifique a viabilidade de aplicação em seu escritório.

9. Busque por sinalização fotoluminescente

Você também deve se lembrar de colocar sinalizações fotoluminescentes em seu escritório. Durante um apagão ou falta de energia elétrica local, as instalações podem ficar em escuridão total, anulando assim toda a sinalização prévia. Possuir avisos fotoluminescentes garante que saídas de emergência, extintores e telefones mantenham-se acessíveis. O material permite que a mensagem possa ser lida em ambientes escuros.

10. Pesquise por novidades

Se você acha que um aviso pode ser melhorado, procure por fabricantes que criem sinalizações personalizadas. Além de ter algo exclusivo, você garante que a mensagem reflita a cultura de sua empresa.

Deseja comprar placas de sinalização?

A Angare, empresa pertencente ao Grupo RPF, fabrica e personaliza avisos de sinalização. Você pode entrar em contato conosco pelo telefone (11) 3228-6015. Nossos especialistas podem fornecer um orçamento e encaminhar seu pedido para todo o Brasil.

Entre também em nossa loja virtual para conferir mais produtos que podem ser do seu interesse. E caso prefira, mande sua mensagem para contato@gruporpf.com.br. Suas sugestões são extremamente bem-vindas.

A Angare também possui uma loja física na Rua Florêncio de Abreu, 344, no Centro da cidade de São Paulo. Estamos próximos à estação de Metrô São Bento. Esperamos sua visita.

Sobre a Angare:

A Angare é uma empresa do Grupo RPF. Fabricamos Equipamentos de Proteção Individual de diferentes segmentos, sendo reconhecidos no mercado por sua especialização em materiais para trabalho em altura.

Seguimos as principais normas técnicas exigidas pelo setor.

Fale conosco:

(11) 3229-6699

WhatsApp: (11) 9-6480-8729

contato@gruporpf.com.br

www.facebook.com/Grupo-RPF-393212410749717/