Noticias

Avaliação do Usuário: / 7
PiorMelhor 

Qual a diferença entre Talabarte e Trava Quedas?

Ambos equipamentos são muito utilizados para segurança de trabalho em altura

Leia mais: Qual a diferença entre Talabarte e Trava Quedas?

Qual a diferença entre Talabarte e Trava Quedas? - 4.7 out of 5 based on 7 votes
 
Avaliação do Usuário: / 6
PiorMelhor 

Trava Quedas é EPI ou EPC?

travaquedas-e-epi-nao-e-epc 

Um dos mais conhecidos protetores de profissionais que trabalham em altura, o Trava Quedas é exaustivamente utilizado para garantir a segurança de seus usuários. Mesmo assim, há uma dúvida que permanece na cabeça de muitos gerentes: afinal, o Trava Quedas é um EPI ou EPC?

O Trava Quedas é um EPI, ou seja, um equipamento de proteção individual. Ele não é um EPC, equipamento de proteção coletiva. Dessa forma, gerentes e supervisores precisam sempre garantir que suas equipes estão utilizando o protetor de maneira individual, jamais dividindo sua utilização com um ou mais colegas.

Qual o risco de dividir o uso do Trava Quedas?

Quando um profissional divide o uso do equipamento, ele não estará respeitando as regras de segurança. O Trava Quedas tradicional deve sempre estar ligado a uma corda ou cabo de aço, dependendo do modelo. Na outra ponta, ele deve ficar ligado ao cinturão de segurança, diretamente preso ao corpo do trabalhador.

Quando dois profissionais dividem o Trava Quedas, eles estão sobrecarregando o EPI, ultrapassando o limite de peso recomendado e criando mais pontos de apoio. Isso é perigoso e pode ocasionar na falha de funcionamento do material.

Trava Quedas é um EPI

Na hora de comprar um Trava Quedas, é fundamental se certificar de que ele foi fabricado seguindo as normas de segurança. Esse regulamento pode varia de acordo com o modelo do EPI. Existem critérios para modelo deslizante guiado em linha flexível (14.626), guiado em linha rígida (14.627) e modelo retrátil (14.628).

Consulte nossa página de Trava Quedas: http://www.angare.com/trava-quedas

Assista ao vídeo abaixo e obtenha mais informações sobre o EPI.

Trava Quedas é EPI ou EPC? - 5.0 out of 5 based on 6 votes
 
Avaliação do Usuário: / 5
PiorMelhor 

EPI é indicado em prevenção contra o Ebola

 epi-usado-na-prevencao-ao-ebola

A atual epidemia crescente do vírus ebola tem feito um aumento na demanda do mercado por um uniforme específico para evitar a contaminação. Este equipamento de proteção individual é o que está sendo usado por muitos médicos para combater a doença.

A organização Médicos Sem Fronteiras, por exemplo, tem usado o EPI para combater os focos do ebola na África. O uniforme é fundamental para evitar que o médico seja contagiado pelo paciente. É importante ressaltar que o vírus tem alto índice de contágio. A contaminação é sempre feita por meio de contato com secreções do doente, como a saliva, por exemplo.

Os equipamentos exigidos para combater o ebola:

Para evitar a contaminação, é preciso usar o EPI uniforme completo: macacão, avental, capuz, luvas, óculos e botas. Como é um traje pesado, seu tempo de utilização acaba sendo de uma a duas horas. Nesse ponto, um médico substitui o outro. Este fator é um dos que mais tem contribuído pela demanda do EPI para se prevenir do ebola.

Os cuidados necessários na utilização do traje para evitar o vírus:

Especialistas explicam que a hora de remoção do uniforme é muito delicada, pois o material está contaminado. É preciso evitar o contato com a pele, não havendo nenhuma margem para erro neste procedimento. Por isso, o procedimento correto sempre acontece na presença de duplas. A supervisão garante que não haja um movimento de reflexo e errado, obrigando que todos os passos sejam seguidos corretamente.

Segundo previsão da OMS, Organização Mundial da Saúde, serão necessários 3 milhões dos equipamentos de proteção individual para combater a epidemia de ebola. Já existem aproximadamente 400 mil trajes enviados à África Ocidental. Nessa região, o vírus já contaminou mais de 7,4 mil pessoas, causando óbitos em 3,4 mil.

Fonte: EFE

EPI é indicado em prevenção contra o Ebola - 4.4 out of 5 based on 5 votes
   
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 

Direito à aposentadoria especial após uso de EPI em discussão no Supremo

Ainda está sendo analisado no Supremo Tribunal Federal o processo que irá prever se um trabalhador que utiliza corretamente o EPI terá ou não direito à aposentadoria especial. Segundo o INSS, caso comprovada a eficácia do equipamento, o profissional não estaria exposto a condições insalubres. Dessa forma, estaria descaracterizado o tempo especial de trabalho.

Entenda o caso sobre o uso do EPI e o direito à aposentadoria especial

O processo é baseado no caso de um trabalhador que utilizou protetor contra ruídos no período de 4 anos, entre 2002 e 2006. O ponto chegou ao STF após recurso do próprio INSS contra a 1ª Turma Recursal da Seção Judiciária de Santa Catarina.

Na segunda estância, foi entendido que mesmo usando o EPI, a situação não remove o fator de insalubridade. Dessa forma, o trabalhador teria direito ao tempo especial para a sua aposentadoria.

Por outro lado, o Ministro Luiz Fux deu voto contrário, inibindo o direito à aposentadoria especial. Em setembro, o julgamento foi interrompido pelo pedido de vista de outro ministro: Roberto Barroso.

O argumento de Fux é que não deveria haver direito à aposentadoria especial caso o trabalhador recebesse o EPI e a qualidade fosse comprovada.

No argumento contrário, os advogados Luiz Hermes Brescovici e Gisele Lemos Kravchychyn defenderam o atual direito do trabalhador, destacando elementos que a presença do EPI não afasta a insalubridade e o risco à saúde do profissional.

Na última quarta-feira (8 de agosto), o Senador Paulo Paim (PT-RS) declarou esperar uma decisão favorável aos trabalhadores em relação ao recurso do INSS. Ele espera que o uso do EPI não descaracterize o direito à aposentadoria especial.

A importância do EPI para assegurar a saúde do profissional:

É importante destacar que o EPI, conhecido como Equipamento de Proteção Individual, sempre deve ser utilizado, cabendo ao empregador fornecer corretamente os materiais necessários. Por sua vez, o trabalhador deve sempre utiliza-los corretamente, seguindo as instruções da fabricante.

Para mais informações: http://www.conjur.com.br/2014-set-04/julgamento-aposentadoria-especial-quem-usa-epi-suspenso

Direito à aposentadoria especial após uso de EPI em discussão no Supremo - 3.0 out of 5 based on 2 votes
 
Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 

O risco de não utilizar corretamente os EPIs

riscos-de-nao-utilizar-epi-2 

Trabalhos em grandes alturas demandam cuidados por razões óbvias. Eventuais quedas podem provocar sérias lesões e até a morte do trabalhador. Por estes motivos, é fundamental que o empregador esteja atento para a utilização do Equipamento de Proteção Individual. Em primeiro lugar, para proteger seu funcionário e garantir sua segurança e integridade física. Em segundo lugar, evitando riscos judiciais movidos por órgãos responsáveis e pela família do indivíduo.

Leia também: http://www.angare.com/5-cuidados-que-voce-deve-ter-ao-utilizar-um-epi

No exemplo da foto acima, vemos uma grande negligência por parte de uma equipe de pintura. Observem que mesmo apesar da grande altura do prédio, o trabalhador não usa nenhuma proteção, seja para danos ou para evitar a queda. Repare também que é uma altura considerável na faixada de um prédio.

Perigos em não utilizar EPIs

  • Queda
  • Dano físico
  • Contato com agentes abrasivos
  • Contato com materiais cortantes
  • Queda de peso total ou parcial de objetos na cabeça, tronco e pernas
  • Lesões

Quais os Equipamentos de Proteção Individual essenciais para trabalho em altura?

  • Capacete
  • Cadeira Suspensa
  • Cinto de segurança tipo paraquedista
  • Trava Quedas
  • Freio Oito
  • Mosquetão
  • Corda
  • Protetor de Corta
  • Talabarte

Outros EPIs fundamentais para realização de trabalhos que oferecem riscos

  • Luvas
  • Botas
  • Óculos de Proteção
  • Uniforme para proteger o corpo

A Angare é especialista de Equipamento de Proteção Individual desde 2003, tendo reunido longa experiência com Equipamentos de Proteção Individual. Empresa pertencente ao Grupo RPF. Em caso de dúvidas, entre em contato pelo e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

O risco de não utilizar corretamente os EPIs - 5.0 out of 5 based on 2 votes
   



Copyright © Angare | Referência e tradição em EPI e Proteção em Altura 2011.