Avaliação do Usuário: / 6
PiorMelhor 

Trava Quedas é EPI ou EPC?

travaquedas-e-epi-nao-e-epc 

Um dos mais conhecidos protetores de profissionais que trabalham em altura, o Trava Quedas é exaustivamente utilizado para garantir a segurança de seus usuários. Mesmo assim, há uma dúvida que permanece na cabeça de muitos gerentes: afinal, o Trava Quedas é um EPI ou EPC?

O Trava Quedas é um EPI, ou seja, um equipamento de proteção individual. Ele não é um EPC, equipamento de proteção coletiva. Dessa forma, gerentes e supervisores precisam sempre garantir que suas equipes estão utilizando o protetor de maneira individual, jamais dividindo sua utilização com um ou mais colegas.

Qual o risco de dividir o uso do Trava Quedas?

Quando um profissional divide o uso do equipamento, ele não estará respeitando as regras de segurança. O Trava Quedas tradicional deve sempre estar ligado a uma corda ou cabo de aço, dependendo do modelo. Na outra ponta, ele deve ficar ligado ao cinturão de segurança, diretamente preso ao corpo do trabalhador.

Quando dois profissionais dividem o Trava Quedas, eles estão sobrecarregando o EPI, ultrapassando o limite de peso recomendado e criando mais pontos de apoio. Isso é perigoso e pode ocasionar na falha de funcionamento do material.

Trava Quedas é um EPI

Na hora de comprar um Trava Quedas, é fundamental se certificar de que ele foi fabricado seguindo as normas de segurança. Esse regulamento pode varia de acordo com o modelo do EPI. Existem critérios para modelo deslizante guiado em linha flexível (14.626), guiado em linha rígida (14.627) e modelo retrátil (14.628).

Consulte nossa página de Trava Quedas: http://www.angare.com/trava-quedas

Assista ao vídeo abaixo e obtenha mais informações sobre o EPI.

Trava Quedas é EPI ou EPC? - 5.0 out of 5 based on 6 votes



Copyright © Angare | Referência e tradição em EPI e Proteção em Altura 2011.