Avaliação do Usuário: / 2
PiorMelhor 

O risco de não utilizar corretamente os EPIs

riscos-de-nao-utilizar-epi-2 

Trabalhos em grandes alturas demandam cuidados por razões óbvias. Eventuais quedas podem provocar sérias lesões e até a morte do trabalhador. Por estes motivos, é fundamental que o empregador esteja atento para a utilização do Equipamento de Proteção Individual. Em primeiro lugar, para proteger seu funcionário e garantir sua segurança e integridade física. Em segundo lugar, evitando riscos judiciais movidos por órgãos responsáveis e pela família do indivíduo.

Leia também: http://www.angare.com/5-cuidados-que-voce-deve-ter-ao-utilizar-um-epi

No exemplo da foto acima, vemos uma grande negligência por parte de uma equipe de pintura. Observem que mesmo apesar da grande altura do prédio, o trabalhador não usa nenhuma proteção, seja para danos ou para evitar a queda. Repare também que é uma altura considerável na faixada de um prédio.

Perigos em não utilizar EPIs

  • Queda
  • Dano físico
  • Contato com agentes abrasivos
  • Contato com materiais cortantes
  • Queda de peso total ou parcial de objetos na cabeça, tronco e pernas
  • Lesões

Quais os Equipamentos de Proteção Individual essenciais para trabalho em altura?

  • Capacete
  • Cadeira Suspensa
  • Cinto de segurança tipo paraquedista
  • Trava Quedas
  • Freio Oito
  • Mosquetão
  • Corda
  • Protetor de Corta
  • Talabarte

Outros EPIs fundamentais para realização de trabalhos que oferecem riscos

  • Luvas
  • Botas
  • Óculos de Proteção
  • Uniforme para proteger o corpo

A Angare é especialista de Equipamento de Proteção Individual desde 2003, tendo reunido longa experiência com Equipamentos de Proteção Individual. Empresa pertencente ao Grupo RPF. Em caso de dúvidas, entre em contato pelo e-mail Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. .

O risco de não utilizar corretamente os EPIs - 5.0 out of 5 based on 2 votes



Copyright © Angare | Referência e tradição em EPI e Proteção em Altura 2011.